.

.

Sobre





A tese, seguida pela antítese, e depois pela síntese ressalta a ideia de que as coisas se afirmam, se negam e se superam. Cada coisa no seu tempo e nenhuma questão deve ser tomada de maneira isolada. Isto não se aplica somente a questões ligadas ao conhecimento, nem tão pouco se resume apenas à dialética. Acreditar que tudo está interligado é uma crença, e se aplica a todas as coisas da vida.
Este não é um blog de utilidade pública. Se você veio parar aqui, só há duas possibilidades disso ter acontecido: ou você me conhece e eu acabei mostrando meu blog, ou você estava procurando algo de lógica hegeliana no Google. Se foi o primeiro caso, sinta-se a vontade para não gostar do conteúdo, mas saiba que vir aqui é o tipo de coisa que a pessoa deve merecer para conseguir, é como contar segredos da minha vida, se você me conhece bem vai saber disso no primeiro post que ler. Se o que lhe trouxe aqui foi a segunda opção, só posso dizer: sinto muito, há pouca coisa sobre Hegel aqui embora eu admire profundamente.