Pular para o conteúdo principal

Uma das coisas mais lindas que já ouvi

 

Postcards From Italy  

(Beirut)

The times we had
Os nossos tempos
Oh, when the wind would blow with rain and snow
Oh, quando o vento viria com chuva e neve
Were not all bad
Não eram tão maus
We put our feet just where they had, had to go
Colocávamos nossos pés onde eles tinham, tinham que ir
Never to go
Nunca ir


The shattered soul
A alma despedaçada
Following close but nearly twice as slow
Seguindo de perto mas quase duas vezes mais lento
In my good times
Nos meus bons tempos
There were always golden rocks to throw
Sempre havia pedras de ouro para arremessar
at those who admit defeat too late
Naqueles que admitiam a derrota tarde demais
Those were our times, those were our times
Aqueles eram nossos tempos


 And I will love to see that day
E eu amarei ver esse dia
That day is mine
Esse dia é meu
When she will marry me outside with the willow trees
Quando ela vai casar comigo lá fora com os salgueiros
And play the songs we made
E tocar as músicas que fizemos
They made me so
Elas me fizeram assim
And I would love to see that day 
E eu amaria ver esse dia
Her day was mine
O dia dela era meu













...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Minha herança

Talvez eu nem mesmo tenha filhos, mas se os tiver guardo coisas que marcaram minha infância pra que eles possam ver. Sem muita presunção de querer provar como “as coisas no meu tempo eram melhores”, meus avós também dizem a mesma coisa e no fim esse sempre será o comentário que vai acompanhar as histórias alegres de infância de qualquer adulto. Como hoje é dia das crianças, estava lembrando desse meu hábito. Todas as coisas que seguem na lista abaixo tem uma história comigo, não pretendo contá-las por inteiro mas todas elas arrancaram sorrisos de mim e considero incríveis até hoje. O engraçado é que hoje eu olho as coisas, julgo elas como boas ou ruins mas naquela época nenhum conceito de qualidade era levado em consideração ainda assim tudo isso contribuiu pra o que me tornei. Não descrevi nem a metade de todas as coisas que se dividem entre um porta cd, uma gaveta e uma caixinha cheia de quinquilharias que to guardando para fazer minha herança...




1. Chaves

Assisto isso desde que m…

Eu já tenho Religião (folheto de crente que recebi hoje)

"Num de seus espetáculos de circo, Mazzaropi, o comediante, pôs-se a ensinar como chegar à lua. Ele dizia que em uma noite de lua cheia bastava pegar alguns bambus bem grandes, emendá-los e assim chegaríamos lá. É lógico que todos riam de sua inocência. 
Mas o que esta estória tem a ver com religião? A ingenuidade. Muitos religiosos são tão ingenuos quanto aquela criança que tenta alcançar a lua com varas de bambu.  Eles pensam que podem chegar até Deus acendendo velas, através de rituais ou ídolos inanimados...."





Invisibilidade

Toda essa coisa de a culpa é do sistema é verdade. Não finja você não viu o cara deitado na rua. Se viu passou longe... Você não quis saber o quanto de gente passa fome enquanto no seu prato resta um pouco de comida. 
E o lixo, o seu lixo, é mais bem alimentado do que muita gente.
A cena mais dolorosa que vi (eu tinha 15 anos) se resumia a uma mulher, três crianças, uma delas ainda de colo. Todos muito magros em cima de um lençol estendido quase na frente da prefeitura. Fico me perguntando que diabos o prefeito, ou secretário de qualquer coisa, estava fazendo naquela hora. Ao mesmo tempo eu passei por ali. Eu simplesmente passei. Fico me perguntando que diabos eu estava fazendo naquela hora. Eu estava simplesmente passando. Aquilo despertou a minha piedade, mas minha piedade é paralitica. A sua piedade também é. Não duvide da paralisia dela só porque você doa roupas velhas. Você é individualista, as propagandas te fizeram assim, as suas experiências mal sucedidas todas as vezes que você…