Inconstância (poeminha sem sentido)

3 comentários



De repente, do pranto fez-se riso
do riso fez-se carne
e habitou entre nós a alegria
Por um segundo não havia mais pranto
e só o olhar já servia
Mas como tudo é inconstante
de repente, do riso fez-se pranto
do pranto fez-se lágrimas
das lágrimas fez-se um rio
que correu pro mar
O nome do mar era dor
Amor existe?
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
É óbvio que sim
caso contrário, não haveriam
as lágrimas










...
Se você gostou desse post, compartilhe!
Digg it StumbleUpon del.icio.us Google Yahoo! reddit

3 Comentários para Inconstância (poeminha sem sentido)

21 de agosto de 2011 08:52

owntii que lindoo :D

+, amor naum é só dor.. e as lagrimas só enfeitam, pois se sofrer de amor é ruim, pior ainda é naum ter amor pra sofrer.. ashuahs
Sim, a foto foi tu que tirou? :D

21 de agosto de 2011 08:53

Fui eu sim =D

15 de outubro de 2011 09:16

Uau!
Poeminha...?!
O uso de metáforas está esplendido. E o amor (ou suas relações)é mesmo isso: encontro/desencontro, dor/riso; inconstância que levam ao término, ou ao contínuo...

Meu MSN é : weslleymoreiralmeida@hotmail Gostaria de conversar mais com a srta.
sobre suas/nossas produções. Abraços!

Postar um comentário